18 julho 2012

Dicas decor: Rede de Balanço no Portal TERRA

Gostaria de agradecer as visitas permanentes de todos vcs aqui no blog.Obrigado!!.
Passei aqui par dividir algo bem bacana com vocês.O Portal Terra me convidou a participar de uma postagem no Vida e Estilo,com um bate papo gostoso sobre decoração com rede.É aquelas de balanço mesmo.Curti muito !!! .Quem quiser dar uma olhadinha esta aqui ó.Redes de balanço também são decorativas.
A inspiração veio desse post que amo!! Idéia de Indio  .Obrigatória em algumas regiões do Brasil a rede continua super atual,é um legado cultural nosso.Além de ser uma delícia!!!.Segue mais algumas imagens para inspiração.





Curiosidades…


1….que a rede de dormir é um artefato legado dos indígenas da América do Sul e que não há registro algum da rede antes da descoberta da América.

2….que a primeira citação nominal em português da rede de dormir foi feito em 27 de abril de 1500 pelo escrivão da frota portuguesa, Pero Vaz de Caminha, na ocasião em que o Brasil foi descoberto.

3….Que não há referência antiga da rede fora da América. O português haveria levado a rede para a Índia e para a África.

4….Que de acordo com os registros colhidos até hoje, as redes possuem o sul americano.

5….que o nome “rede” foi dado por Pero Vaz Caminha (que é chamado “padrinho da rede”), devido à semelhança com a rede de pescar. Os índios a chamavam de “ini”.

6….que a rede indígena era tecida em cipó e lianas (fibra de palmeiras). Com a chegada dos portugueses, as mulheres dos colonos adaptaram a técnica indígena as suas varandas, substituíram o tucum e passaram a fazer a rede em algodão enfeitando-a com franjas.

7….que a manufatura da rede na sociedade brasileira dos primeiros anos do descobrimento e durante toda época colonial era ofício feminino, e que também sofreu influência dos jesuítas que ajudaram na sua disseminação em território brasileiro.

8….As rede eram uma herança familiar e que eram peças obrigatórias em todos os antigos inventários feitos no sertão.

9….que os portugueses criam, inspirados nas liteiras, a rede como meio de transporte, em que os colonos e suas famílias eram carregados em passeios pela cidade e até em viagens.

10….Que a cama na casa grande era uma obrigação protocolar, dormia-se na rede.

11….que a rede copiada pelos europeus no sec. XVI seguiu padrões planos, tal como as camas, onde se dorme no sentido do comprimento. Na rede indígena, ao contrário, deita-se na diagonal.

12….que a rede de dormir jamais se popularizou-nos outros continentes, porque o modelo importado foi o europeu, deformada em esteira esticada.



Fonte: CÂMARA CASCUDO, Luís da: Rede de dormir – uma pesquisa etnog


Abç a todos.

Adriana.




2 comentários:

Bem vindo!,seu comentário é muito importante.