Páginas

16 janeiro 2010

Design e Competitividade Empresarial

Essa semana estou numa correria só,tantas coisas para serem resolvidas esse mês,escola,funcionário,mudança,trabalho...rs e olha q o ano só começou,mas isso é estar vivo e com a vida pulsando.Grandes planos para esse ano.


Ocupações a parte,não poderia deixar de passar por aqui para deixar a dica desse artigo muito bom,do ROSENILDO GOMES FEREIRA,que fala de design e da competitividade que ele dá as empresas e aos produtos.

Por que produtos simples e funcionais podem tornar empresas de qualquer setor cada vez mais competitivas?




O design iluminado



Quando se fala em produto com design, a primeira coisa que vem à mente da maioria das pessoas é uma engenhoca com jeitão exótico e de praticidade, muitas vezes, duvidosa. Trata-se de uma imagem distorcida, segundo os profissionais do setor. Até porque, ao contrário do que prega o senso comum, o design vai além da forma e da cor de determinado objeto.



Ele abrange ainda itens como funcionalidade, escolha de materiais, sistema produtivo, definição da tecnologia e até a estratégia de venda. Ou seja, mais do que nunca o design está se tornando um elemento capaz de definir o grau de competitividade de uma corporação. O iPhone, da Apple, é um exemplo disso. Apesar de não ter sido o primeiro telefone celular com tela sensível ao toque, ele se impôs como sinônimo dessa categoria, graças à praticidade de uso e, claro, seu desenho.

"O mérito do iPhone é facilitar a interação do usuário com a tecnologia", afirma Gian Franco Rocchiccioli, coordenador da Brazil Design Week. O evento, que aconteceu em São Paulo no início do mês, mostrou que muitas empresas brasileiras colocam o design no centro de sua estratégia - e não mais como uma questão de definir se um produto é bonito ou feio.

Isso ficou claro na pesquisa realizada pela Associação de Designers de Produtos (ADP) em parceria com o Ministério do Desenvolvimento. O levantamento incluiu 244 companhias de dez setores (entre os quais moda, móveis, eletrodomésticos, equipamentos médicos e máquinas operatrizes). Mais de 80% delas consideram essa ferramenta vital para o desenvolvimento de seus negócios. (leia quadro).







De acordo com o estudo, essa percepção vale tanto para produtos de consumo quanto para fabricantes de equipamentos médicos e tornos mecânicos. "Características como ergonomia e funcionalidade são armas importantes para ganhar espaço no mercado", afirma Ernesto Paulo Harsi, diretor da ADP.

Para facilitar o acesso de mais empresários aos escritórios de design, recentemente o BNDES criou uma linha de crédito específica para isso. Segundo o banco, 230 mil companhias com faturamento de até R$ 600 milhões por ano podem recorrer ao empréstimo. Com isso, estima-se que a demanda por projetos de design cresça já em 2010.

Apesar da importância do setor, não existem números que espelhem sua força econômica no Brasil. Harsi espera fechar essa lacuna até o final de 2010, quando deverá ser concluído um amplo mapeamento do segmento.

A Brazil Design Week também apontou novos rumos para a área. A aposta dos especialistas é de que a tendência vintage (moda saudosista), que vem dominando o cenário nos últimos anos, dê lugar ao conceito "flip the ordinary" (fazer mais com menos).

"Os preceitos da sustentabilidade social, ambiental e econômica deverão orientar o trabalho das empresas", diz Rocchiccioli, que também é sócio da Sart Dreamaker Brand Design. A expansão da classe C é outro fator que deverá exigir uma abordagem diferenciada de fabricantes, prestadores de serviços e dos escritórios de design.

"Um de nossos desafios será entregar tecnologia de forma simples e com um custo que caiba no bolso deste novo consumidor", afirma Rocchiccioli. "A mexicana Mabe está trilhando esse caminho com sucesso e é um exemplo a ser seguido", destaca ele. Segundo o executivo, a fabricante de eletrodomésticos conseguiu a façanha de desenvolver produtos ao mesmo tempo fáceis de usar e com preço acessível - graças ao design simples e eficiente.

Philpe Starck
Irmãos Campanas


Irmãos Campanas


                                                                     Philpe Starck







Karim Raschid




Fonte: http://www.terra.com.br/istoedinheiro/edicoes/632/artigo156146-1.htm



Design ,porque a vida precisa ser reinventada...




Abç.


Adriana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo!,seu comentário é muito importante.

Projeto Clínica Odontológica - Orthopride Glória

Projeto Clínica Odontológica Orthopride Vila Velha projeto de 210 m2 em  funcionamento.